Nessa dulogia, acompanhamos a história da rathan de Venda, Kazi, e do patrei da Torre de Vigília de Tor, Jase, que tem seus destinos entrelaçados no primeiro livro. ⁣

Depois de uma série de aventuras, Kazi e Jase estão de volta a Torre de Vigília de Tor com boa notícias, mas acabam sendo surpreendidos por uma situação que não esperavam. Agora, precisaram lutar para sobreviver e para retornar o controle que perderam. ⁣

VOW OF THIEVES

Mary E. Pearson

Vow of Thieves é o segundo livro da dulogia “Dinastia de Ladrões”, que é spinoff da série As crônicas de amor e ódio”. Essa nova história se passa seis anos depois da primeira.

Confesso que essa resenha custou muito para sair. Sabe quando um livro, ou uma série, te marca tanto que você não tem capacidade de expressar o quanto você gostou? É mais ou menos assim que me sinto. Desde “Dance of Thieves”, criei uma conexão muito grande com os personagens dessa dulogia e com esse universo (que eu já gostava muito desde “As Crônicas de Amor e Ódio”). ⁣

Enquanto o final do primeiro livro foi, literalmente, aquele meme do “o começo de um sonho”, esse iniciou com o “deu tudo errado”. A história apresentada me fez passar por uma montanha russa de emoções e em muitos momentos eu fiquei agoniada por não saber se Kazi e Jase iriam sobreviver, se iriam se reencontrar, qual seria o destino da Torre de Vigília de Tor, em quem podíamos confiar… ⁣

O que eu mais gosto dessa história é toda a disputa política que acontece entre os reinos. Os personagens realizam jogadas de mestre que você não percebe até que elas estejam sendo reveladas e te deixando chocada. Você então torce, chora, se surpreende, sorri, cai de amores (porque também temos romancinho) e, obviamente, reflete muito. ⁣

Em resumo, essa série ganhou um lugar cativo no meu coração e se você respirar perto de mim, eu já estou te indicando. Conheçam todos essa maravilha!⁣

2 thoughts on “Resenha | Vow of Thieves, Mary E. Pearson

Deixe uma resposta