Indomada

Autor(a): Carina Rissi
Editora: Verus
Ano: 2021
Nº de páginas: 616
Compre na Amazon

Essa provavelmente vai ser a resenha mais dolorosa que já escrevi. O motivo? O fim da minha série nacional favorita.
 
Quando li Perdida anos atrás e me apaixonei pela história de Sofia e Ian, não imaginava o quanto esses e os outros personagens se tornariam tão importantes pra mim.  Eles se tornaram amigos, pessoas que admiro, que me fizeram torcer junto, amar junto, sofrer junto.
 
E agora Carina Rissi nos trouxe a finalização de uma era, com direito a uma montanha russa de emoções, soluços e corações quentinhos.
 
Indomada vai nos mostrar os caminhos de Nina e Analu, as filhas de Ian e Sofia.
 
Nina é apaixonada há anos por Samuel, o filho adotivo de Elisa e Lucas. Criados como primos, se tornaram melhores amigos, até que sentimentos mais profundos floresceram. Porém, Sam se mudou para Londres a fim de seguir a carreira de médico do pai postiço, deixando Nina por 7 anos, ainda que trocassem cartas constantes.
 
Apesar da distância e da saudade, a primogênita da família Clarke jamais esqueceu o melhor amigo, até que boatos de que Samuel estava noivo de uma inglesa a fez tomar mais uma de suas decisões impulsivas ao aceitar o pedido de casamento de Diogo Fontes.
 
Diogo, por sua vez, é ninguém menos que o interesse amoroso de Ana Laura, irmã mais nova de Marina. Analu sonha em ser médica, mas como, se as mulheres não eram permitidas na escola de medicina naquele tempo?

 

“Não deixe que o mundo destrua seus sonhos nem quem você é.”

Além de ter seu sonho destroçado pelo terrível senador Chagas, um machista arrogante e sem escrúpulos, Ana Laura ainda precisa lidar com o fato de estar apaixonada pelo futuro marido da própria irmã.
 
Com o noivado em andamento, a caçula dos Clarke não tem outra escolha a não ser esquecer seus sentimentos por Diogo. O que talvez não seja tão difícil assim depois de conhecer Alexander, um homem misterioso, divertido e atrevido que alega ver o desastroso futuro de Nina.
 
A fim de salvar a irmã da visão trágica de Alexander, Analu cria um plano para sabotar o casamento. E com o retorno de Samuel ao Brasil, fadas madrinhas reaparecendo e descobertas sobre mentiras antigas, só podemos esperar que Indomada nos leve para uma grande e apaixonante aventura.
 
Preciso confessar que Analu foi a personagem com a qual mais me identifiquei e adorei essa surpresa relacionada ao seu par romântico e todo plot twist que envolve a história dos dois. Só gostaria de ter tido mais cenas e um melhor desenvolvimento entre os personagens.

 
“Ninguém deveria ser punido por ser verdadeiro consigo mesmo.”

 
De qualquer forma, essa foi, sem dúvida, uma finalização em chave de ouro que vai te emocionar em muitas horas, gargalhar em outras e sentir o estômago embrulhar pelas tristezas e injustiças que assolam alguns personagens.
 
Uma obra que fala sobre temas essenciais e nos lembra a importância de não desistirmos de nossos sonhos… e corações.
 
E vocês, já leram esse último volume? Qual é seu casal favorito?
Caso ainda não tenha lido essa saga, aproveita para conferir a ordem de leitura da série Perdida.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.