Jack, o Estripador / Príncipe Drácula (Série Rastros de Sangue)

Autor(a): Kerri Maniscalco
Editora: Dark Side Books
Ano: 2018 / 2019

Nº de páginas: 354 / 480
Compre na Amazon 

A série “Rastros de Sangue” se passa na Inglaterra Vitoriana, onde conhecemos a jovem Audrey Rose. Embora ela seja uma lady, Audrey não é a típica mocinha inglesa preocupada com chá, roupas e um futuro marido. Sua principal atividade são seus estudos com seu tio para se tornar uma médica forense, para horror de seu pai.

No primeiro livro, “Jack, o Estripador”, uma série de assassinatos de mulheres por toda Londres começa a ocorrer e Tio Jonatas acaba sendo preso por esses crimes. Audrey precisa então se unir a Thomas Cresswell, um dos mais brilhantes aprendizes de seu tio, para tentar provar sua inocência e pôr fim à matança de mulheres inocentes.

Já em “Príncipe Drácula”, Audrey Rose e Thomas estão a caminho da Romênia, onde darão continuidade a seus estudos na Academia Forense localizada no castelo do lendário Vlad, o Empalador. O problema é que vários crimes que relembram as ações passadas de Vlad começam a acontecer, amedrontando a todos. Só que Audrey, mais do que ninguém, sabe que os mortos não podem voltar a vida e caberá a ela, juntamente com Thomas, descobrir quem está tentando se passar pelo antigo Príncipe Drácula e pôr um fim nessa loucura.

Jack, o Estripador e Príncipe Drácula

Kerri Maciscalco

Um fato interessante é que os livros dessa série, apesar de terem uma pegada de suspense, também podem ser considerados um romance histórico, já que usam uma história real para criar o pano de fundo de uma história fictícia. Eu adoro quando isso acontece e fiquei ainda mais feliz depois de descobrir a série “Rastros de Sangue” conta com quatro volumes e que cada um deles foca em uma lenda famosa que Audrey Rose e Thomas precisarão enfrentar e desvendar.

Os livros são:

  1. Jack, o Estripador (Focado na lenda do serial killer, Jack, o Estripador);
  2. Príncipe Drácula (Focado na lenda de Vlad, o Empalador);
  3. Escaping from Houdini (Focado na lenda do grande mágico Houdini) e;
  4. Capturing the Devil (Focado na lenda do primeiro serial killer americano).

Abaixo, vocês podem conferir a capa de todos os livros, inclusive os ainda não publicados no Brasil (o 3 e o 4).

Série Ratros de Sangue

Kerri Maniscalco

De forma geral, essa série já me ganhou desde o primeiro livro pela sua originalidade: uma mistura bem estruturada de romance histórico, romance de época e suspense que faz qualquer um ficar ansioso por respostas.

Enquanto em “Jack, o Estripador” Audrey e Thomas andavam pelas ruas de Londres a procura de um serial killer, mas em um território conhecido por eles, em “Príncipe Drácula” a nossa dupla está dentro de um castelo histórico e investiga histórias e lendas antigas e como essas podem estar relacionadas com os crimes atuais. Com uma pegada parecida com o filme “Os Goonies”, Audrey e Thomas circulam por túneis secretos, desvendam pistas em formato de imagens e poemas e correm grandes riscos.⁣

Audrey Rose é definitivamente uma protagonista a frente de seu tempo e bastante inspiradora afirmando que mulheres não são fracas e incapazes e que podem sim fazer os mesmos trabalhos que os homens, inclusive dissecar corpos e perseguir serial killers. Apesar disso, no primeiro livro ela também me irritava muito, já que fazia uma tempestade em copo d’água para qualquer coisa, sempre pondo a carroça na frente dos bois, me fazendo revirar os olhos diversas vezes.

Já no segundo livro, para minha grata surpresa, notei um amadurecimento bem estruturado dela e passei até mesmo a aprovar a simpatizar com seus comportamentos. Além disso, ela continua dando uma aula de feminismo em pleno XIX, me deixando orgulhosa de suas falas.⁣

Também primeiro livro, conhecemos bastante da história da família de Audrey Rose e todo o impacto que Jack, o Estripador, causa na vida deles. Já no segundo livro, conhecemos um pouco mais do passado e da família do sempre discreto Thomas e entendemos um pouco mais de sua personalidade.

Obviamente, nem só de crimes, assassinatos e corpos dissecados vive essa história. Audrey Rose e Thomas vivem em constante flerte mas, afinal de contas, era o século XIX e eles precisam agir com respeito e decoro em relação a atração que sentem. Embora no primeiro livro Audrey seja meio obtusa em relação a seus sentimentos, no livro 2 ela está mais ciente do que sente, embora tenha receios e opiniões fortes em relação a uma possível união x seu futuro profissional. De qualquer forma, terminei a história cada vez mais apaixonada e encantada por esse casal e mal posso esperar para ver o que o futuro reserva para eles.⁣

4 thoughts on “Resenha | Série Rastros de Sangue, de Kerri Maniscalco

Deixe uma resposta