Quem aqui não gosta de conhecer bibliotecas? Ver um mundo de livros ao nosso redor, de todos os gêneros, anos e tamanhos. É um paraíso, não é mesmo?

Aqui, vamos conhecer as 10 bibliotecas mais bonitas do mundo! Claro que isso vai do gosto de cada um, mas vem comigo ver as minhas escolhas:

Real Gabinete Português de Leitura – Rio de Janeiro, Brasil

O Real Gabinete Português de Leitura fica no Centro do Rio de Janeiro e é uma biblioteca e instituição cultural lusófona, além de ser tombado pelo Instituto Estadual do Patrimônio Cultural.

Foi fundado em 1837 por três imigrantes portugueses refugiados políticos, com o objetivo de promover a cultura entre a comunidade portuguesa na capital do Império. Uma curiosidade interessante é que a fachada foi inspirada no Mosteiro dos Jerónimos de Lisboa.

Biblioteca de Admont – Admont, Áustria

A Biblioteca de Admont, além de ser a maior biblioteca monástica do mundo, é também um mosteiro beneditino. Foi fundada em 1776 e conta com mais de 200 mil livros e manuscritos desde o século 8.

Além da linda arquitetura do local, o teto é pintado com com imagens do juízo final, céu e inferno.

Biblioteca Nacional da República Tcheca – Praga

Criada em 1777 por ordem de Maria Teresa da Áustria, a Biblioteca Nacional da República Tcheca é administrada pelo Ministério da Cultura e conta um acervo de mais de 6 milhões de livros, documentos e importantes manuscritos medievais, como o Codex Vyssegradensis e o Passional of Abbess Kunigunde, além de 4.200 incunábulo impressos antes do final do século XV.

Biblioteca George Peabody – Baltimore, EUA

A Biblioteca George Peabody é a biblioteca de pesquisa focada no século XIX da Universidade Johns Hopkins. Os livros estão disponíveis para qualquer pessoa que deseje consultá-los, assim como foi o desejo de George Peabody, seu fundador.

O instituto foi originalmente planejado para abrir em 1860, mas os conflitos fronteiriços na região causados ​​pela Guerra Civil Americana atrasaram seu estabelecimento e construção até 1866.

A coleção de 300.000 volumes da biblioteca é particularmente forte em religião, arte britânica, arquitetura, topografia, história, geografia, história da ciência, exploração, viagens e línguas.

Biblioteca da Universidade de Trinity – Dublin, Irlanda

A Biblioteca da Universidade de Trinity é a principal biblioteca da Irlanda, com a maior coleção de manuscritos e livros impressos do país. Em seus 8 edifícios, ela conta com mais de 4 milhões de obras.

As suas maiores atrações são a Old Library, construída entre 1712 e 1732 e com seus 200.000 livros decorados, a harpa mais antiga da Irlanda e o Livro de Kells.

O Livro de Kells, também conhecido como Grande Evangeliário de São Columba, contém os quatro Evangelhos do Novo Testamento e é considerado um dos mais grandiosos manuscritos que restaram da Idade Média.

Biblioteca de Wiblingen – Ulm, Alemanha

A Biblioteca do Monastério de Wiblingen foi fundada entre 1740 e 1750, enquanto que o Mosteiro já existia desde 1093. O afresco no teto foram feitos pelos artistas Martin Kuen e Dominic, com 1750 desenhos diferentes para encantar os visitantes.

O acervo da biblioteca conta com cerca de 15.000 manuscritos desde o século XV.

Biblioteca Vasconcelos Cidade do México, México

A Biblioteca Vasconcelos é uma instituição bibliográfica que presta homenagem ao filósofo e educador José Vasconcelos, que foi presidente da Biblioteca Nacional do México e promotor ativo da leitura no início do século XX. Foi inaugurada em 2006 e conta com um acervo de aproximadamente 580 mil livros.

Biblioteca Joanina – Coimbra, Portugal

Foto: Visit UC

Localizada na Universidade de Coimbra, a Biblioteca Joanina foi construída ente 1717 e 1728, recebendo seus primeiros livros somente depois de 1750. Hoje, conta com mais de 57 mil obras. Seu nome é uma homenagem ao seu patrono D. João V.

Biblioteca de Saint Gall – Saint Gall, Suíça

Foto: Passeando Pela Vida

A Biblioteca de Saint Gall é uma importante biblioteca monástica medieval localizada. Foi fundada por Saint Othmar, também fundador da Abadia de St. Gall. Um fato interessante é que, durante um incêndio em 937, a Abadia foi destruída, mas a biblioteca permaneceu intacta.

Em 1983, a biblioteca e a abadia foram designadas como Patrimônio da Humanidade, como um excelente exemplo de um grande mosteiro carolíngio e foram, desde o século VIII até sua secularização em 1805, alguns dos mais importantes centros culturais da Europa.

Biblioteca John Rylands – Manchester, Inglaterra

Foto: Atlas Obscura

A Biblioteca Universitária John Ryland fica na Universidade de Manchester, na Inglaterra, e foi fundada em 1972.

É a maior biblioteca do Reino Unido e conhecida especialmente por conter o fragmento original mais antigo do Novo Testamento, além de uma das duas cópias existentes da impressão de William Caxton da obra Le Morte d’Arthur, de 1485.

E aí, quais dessas bibliotecas lindas vocês gostariam de conhecer?

Deixe uma resposta