Se tem algo melhor do que entrar em uma livraria e se perder entre suas estantes cheias de livros e histórias, eu desconheço. Acredito que isso aconteça com todos os amantes da literatura também. Por isso, decidi trazer mais informações sobre as 10 livrarias mais bonitas do mundo.

Claro que existem muitas outras livrarias extraordinárias além dessas e que as escolhas são muito pessoais. No entanto, espero que gostem e que conheçam novos espaços mágicos e dicas de must go quando visitarem as cidades onde essas livrarias se encontram,

Livraria Lello, Porto

A Livraria Lello, localizada na cidade do Porto, em Portugal, foi inaugurada em 1906 pelos irmãos José e António Lello.

Boatos diziam que a escadaria da Livraria Lello teria sido usada como inspiração para Hogwarts, a escola de bruxaria de Harry Potter, obra de J.K. Rowling. Porém, em 2020, a autora desmentiu os boatos, contanto que, apesar de ter morado no Porto por alguns anos, nunca chegou a visitar a livraria. A Lello, por sua vez, em sua carta aberta, convidou a renomada escritora a ir visitá-los.

Por ser uma livraria tão famosa e com tanto fluxo de turistas, em 2015 foi implementado um voucher de 5 € para a entrada. A boa notícia é que o valor é descontável na compra de livros.

El Ateneo Grand Splendid, Buenos Aires

Em 2008, o The Guardian nomeou a El Ateneo, em Buenos Aires, na Argentina, como a segunda livraria mais bonita do mundo.

Sua inauguração aconteceu em 1919 e, na época, o local foi aberto como um teatro chamado Grand Splendid. Sua capacidade era de aproximadamente 1.050 espectadores e o teatro fez diversas apresentações e espetáculos de tango antes de ser arrendado pelo Grupo Ilhsa em 2000, responsável por transformá-lo em uma livraria.

Estima-se que mais de um milhão de pessoas visitam o local anualmente.

Shakespeare & Company, Paris

Shakespeare and Company, na verdade, são duas livrarias situadas na zona sul de Paris, na França. A primeira foi aberta  pela norte-americana Sylvia Beach em 1919 no número 8 da rua Dupuytren.  Além de funcionar como uma livraria, era também uma biblioteca que emprestava livros.

No ano de 1921, a livreira e editora se mudou para um local maior, localizado no número 12 da rua do Odeão, onde permaneceu até 1940, quando ocorreu a a ocupação nazista da França.

Na década de 20, este se tornou um local frequentado especialmente por escritores e artistas. Entre alguns dos mais renomados, podemos citar F. Scott Fitzgerald, Ezra Pound, Ernest Hemingway, James Joyce e Ford Madox Ford.

Em 1951, o ex-militar George Whitman decidiu abrir sua livraria intitulada Le Mistral no número 37 da rua da Bûcherie e o local se tornou um ponto literário da Paris boêmia. George modelou sua loja inspirado na livraria de Sylvia e, em 1958, durante um jantar, a livreira anunciou publicamente que estava dando o nome de sua loja para George.

Após o falecimento de Sylvia Beach, em 1964, George mudou o nome da livraria para Shakespeare and Company em homenagem à amiga.

Cafebrería El Péndulo, Cidade do México

Foto de Jaime Navarro

A Cafebrería El Péndulo, localizada na Cidade do México, assim como nome já diz, é um café-livraria e foi inaugurado em 2018. Sua construção foi criada a partir do conceito de ser um lugar que fosse uma loja, uma livraria, um lounge, um bar e um restaurante.

Seu design foi moldado com o objetivo de transformar o espaço em um ambiente aberto e íntimo ao mesmo tempo, e chegou a ser premiado como o melhor edifício do ano no Premio Escala de la Expo Cihac.

The Last Bookstore, Los Angeles

A The Last Bookstore é uma livraria independente sediada em Los Angeles, e a maior de toda a Califórnia.

Foi inaugurada em 2005 por Josh Spencer e o nome “A Última Livraria” foi escolhido como uma brincadeira diante do aumento constante da venda online de livros, especialmente pela Amazon. Um fato interessante é que a livraria fica em um antigo banco com livros em dois níveis, incluindo o antigo cofre.

Boekhandel Selexyz Dominicanen, Maastricht

A livraria holandesa Boekhandel Selexyz Dominicanen está localizada em uma antiga igreja dominicana do século XIII, na cidade de Maastricht.

A igreja já passou por incêndios e até mesmo pela invasão de ninguém menos que Napoleão Bonaparte, em 1794. Como consequência, os dominicanos foram expulsos do local, que acabou por ficar abandonado.

Em 2006, a empresa Selexys comprou a igreja e a transformou em uma livraria, mantendo partes da arquitetura e características original. Além da venda de livros, o local também conta com uma cafeteria e é palco para eventos e exposições culturais.

Barter Books, Alnwick

Localizada na cidade inglesa de Alnwick, em Northumberland, a livraria Barter Books foi inaugurada em 1887, porém, só foi aberta mesmo em 1991 por estar dentro de uma estação de trem.

A Barter Books é especialmente conhecida por ser uma das maiores livrarias de segunda mão na Europa e é notável pelo uso de um sistema de troca, em que os clientes podem trocar seus livros por crédito para futuras compras. Mas, vale ressaltar que compras no formato padrão também estão disponíveis.

Um fato interessante é que, em 1939, o proprietário encontrou o poster original do “Keep Calm And Carry On” em uma caixa de livros antigos adquirido através de um leilão. Quem visitar a livraria, poderá ver o poster ao vivo.

Livraria Cultura do Conjunto Nacional, São Paulo

A Livraria Cultura do Conjunto Nacional é uma das mais famosas da cidade paulista, no Brasil. Foi inaugurada em 1969 e, desde então, reúne milhares de livros, você também pode encontrar gibis, artigos de papelaria, e até mesmo discos de vinil raros.

Além disso, também é palco de muitos eventos culturais, concertos, noites de autógrafos, entre outros.

Daunt Books, Londres

Foto de Bex Walton

A Daunt Books é uma cadeia de livrarias em Londres, fundada pelo ex-banqueiro James Daunt. Tradicionalmente, é especializado em livros de viagens e podemos ver um grande cofre perto da entrada da galeria de viagens, onde guardaram os volumes caros.

Sua filial Marylebone, inaugurada em 1912, afirma ser a primeira livraria personalizada do mundo.

Além disso, em 2010, a Daunt Books também entrou para o mercado de publicação.

Libreria Acqua Alta, Veneza

Foto de Dimitris Kamaras

Considerada uma das livrarias mais bonitas do mundo, a Libreria Acqua Alta, localizada em Veneza, na Itália, é praticamente subaquática por ser tão nivelada com o canal. Um fato curioso é que os funcionários trabalham de botas de borracha e precisam mover os livros para prateleiras mais altas sempre que o nível da água aumenta e entra na livraria.

Outra curiosidade interessante é que, dentro da livraria, você pode encontrar uma gôndola em tamanho real que é usada para exibir obras.

Já conheceram alguma dessas livrarias? E qual delas você mais tem vontade de conhecer? 😄

4 thoughts on “As 10 livrarias mais bonitas do mundo

Deixe uma resposta