Resenha:

Sexo sem amor da Vi Keeland me deu exatamente o que eu precisava pra relaxar em um momento turbulento da minha vida: uma história simples, leve e gostosa de acompanhar.
 

❝Às vezes a autoconfiança é uma máscara para que as pessoas não vejam as suas inseguranças.❞

 

Sexo sem amor da Vi Keeland me deu exatamente o que eu precisava pra relaxar em um momento turbulento da minha vida: uma história simples, leve e gostosa de acompanhar.

No livro, iremos conhecer Natália e Hunter. Eles se conhecem no casamento dos amigos e a química é instantânea. Porém, por morarem em estados diferentes, os dois acabam passando quase um ano sem se reencontrar. Quando isso acontece, a química continua ali, viva, entre os dois.

Hunter tem um motivo pessoal para não querer entrar em um relacionamento e Natália, após o fracasso de seu casamento, não quer se envolver com mais ninguém.

Por isso que, quando Hunter passa um tempo em Nova York e Natália desiste de resistir aos encantos dele, ambos combinam que uma relação temporária de sexo sem amor seria o ideal.

A questão é… o amor vem, a gente querendo ou não. E agora?

❝Às vezes a autoconfiança é uma máscara para que as pessoas não vejam as suas inseguranças.❞
Apesar de não ter entrado na minha lista de new adults favoritos, o livro entrega o que promete e nos deixa curiosos sobre mais obras da autora.

Quero saber se já leram algo da Vi Keeland e, caso sim, qual seu livro favorito dela 😉

Deixe uma resposta