Izabel, tem a vida cronometrada. Da hora que levanta, a hora de dormir, cumpri tarefas com a casa, filhos, marido e trabalho. Mas tudo isso, sem se lembrar que tem suas próprias necessidades. Em um dia típico de correria, tem seu carro roubado, e ao chegar em casa, descobre algo que faz seu mundo desabar, e em meio a esta descoberta, sofre um acidente, e fica em estado delicado no hospital.
Após seu acidente, começa a perceber que negligenciou seus desejos e necessidades por muito tempo, e agora irá tomar decisões difíceis para dar outro rumo a sua vida.

“Todos têm que aceitar que, às vezes, somos vulneráveis.”

Bem Me Quero

Daya Alves

“Ter chegado tão próximo da morte realmente me fez avaliar o que fiz da minha vida, dos meus sonhos e dos meus desejos. Em que momento eu os engavetei e passei a ser mera espectadora de minha própria vida?”

Este é um livro para refletir. Izabel, sempre anulou suas vontades pela família. Foi mãe cedo, está no mesmo relacionamento há anos, e se dedica muito a vida profissional. Ela acha que está agindo de maneira correta, mas o que não vê, é que é negligente com o marido e atenção aos filhos, e principalmente, ela mesma.
Depois do acidente, decide mudar o rumo de sua vida, experimenta novas experiências e vê, que nem todo relacionamento é perfeito. Perdoar é fundamental para o convívio com aqueles que ama.
Tive certa dificuldade em me conectar com os personagens, mas confesso que é culpa minha, talvez eu não esteja no momento de ler este tipo de livro.
Daya, tem uma escrita fluída, e soube descrever bem as faces de um relacionamento.

“Eu preciso disso, saber o que é ser prioridade na vida de alguém.”

Deixe uma resposta