Lazlo Estranho sempre teve uma vida muito difícil, mas nada disso nunca o impediu de sonhar. Durante sua infância como órfão num monasterio, ele gostava de ouvir um dos monges falar sobre Lamento, uma antiga terra perdida e mítica.

Lazlo sempre sentiu uma grande relação com o lugar e sonhava um dia poder encontrá-lo. Quando surge a oportunidade, Lazlo, mesmo sem possuir qualificação nenhuma a não ser a de bibliotecário Júnior, embarca em uma jornada para ajudar Lamento e que mudará, para sempre, o curso de sua vida e a da cidade também.

“Mas o sonho escolhe o sonhador, e não o contrário”

UM ESTRANHO SONHADOR

Laini Taylor

Queria começar dizendo que esse livro é tão perfeito que eu não tenho capacidade suficiente para descrevê-lo, então vocês terão que me perdoar. Uma das melhores fantasias que já li na vida, “Um estranho sonhador” trás a descoberta de um mundo novo, através dos olhos de um dos personagens mais sensíveis e delicados que já tive o prazer de acompanhar. O encanto de Lazlo é passado através das palavras e nós nos sentimos tão sensibilizados e deliciados com aquele mundo novo quanto ele. Lazlo é daqueles personagens que você quer guardar num potinho perto do coração e proteger de todos os males do mundo.

Além de Lazlo, o livro envolve muitos outros personagens, todos complexos, que nos envolvem completamente. A briga entre o bem e o mal nos coloca em dúvida, porque, afinal, naquelas circunstâncias, o que é certo e o que é errado? Pode existir o mal que busca o bem e o bem que age mal? Não acho que eu conseguiria explicar o que esse livro significa e a sensibilidade que ele possui nem escrevendo um novo livro, mas eu altamente recomendo essa leitura para TODOS, sem exceção!

O livro conta com uma continuação, “Muse of Nightmares”, que ainda não foi lançado no Brasil.

3 thoughts on “Resenha | Um estranho sonhador, de Laini Taylor

Deixe uma resposta