Quem me conhece, sabe que não sou muito de ficar fazendo resenha de todos os livros que leio. Porém, como muitos me pedem dicas de livros e minhas opiniões sobre algumas obras, decidi fazer uma listagem dos livros que li no mês anterior e algumas considerações sobre eles.

Então, vem comigo conhecer meus lidos de maio:

The Play – 4⭐

Sinopse:

O que eu aprendi depois de as distrações do ano passado terem custado ao meu time de hockey toda a temporada? Não ficar com mais ninguém. Como o novo capitão do time, eu precisei de uma nova filosofia: hockey e faculdade agora, mulheres depois. O que significa que eu, Hunter Davenport, estou oficialmente iniciando o celibato… não importa o quanto isso torne as coisas mais difíceis.

Mesmo assim, não há nada no livro de regras que me impeça de ser amigo das mulheres. E eu não vou mentir: minha nova amiga Demi Davis é uma garota legal. É inteligente e gostosa pra caramba, mas o fato de ela ter um namorado elimina a tentação de tocá-la. Exceto que, três meses depois de nos conhecermos, Demi está solteira e buscando carne fresca. E eu sou sua presa.

Evitá-la é impossível. Nós fomos colocados para trabalhar em dupla durante o ano todo num projeto da faculdade, mas estou confiante de que posso resistir a ela. Ficar com ela é uma péssima ideia, eu só preciso convencer o meu corpo — e o meu coração.

Opinião:

O terceiro e último volume da série Briar U, o spin-off de Amores Improváveis da Elle Kennedy, foi um bom new adult para passar o tempo. Porém, preciso confessar que esperava um pouco mais da história do Hunter, que foi um personagem favorito para mim desde The Chase.

Infelizmente, não me conectei tanto com a Demi, a protagonista, e senti que alguns personagens tiveram parte de suas personalidades modificadas, o que me gerou um pouco de estranheza em certas cenas e a sensação de falas forçadas.

Ainda assim, a escrita da autora é sempre uma delícia e eu adoro esse universo de jogadores de hóquei. Então, sim, vale a pena darem uma chance para a obra!

Minha vida (não tão) perfeita – 5⭐

Sinopse:

Cat Brenner tem uma vida perfeita: mora num flat em Londres, tem um emprego glamouroso e um perfil supercool no Instagram. Ah, ok… Não é bem assim… Ela mora em um quarto minúsculo, seu trabalho numa agência de publicidade é burocrático e chato, e a vida que compartilha no Instagram não reflete exatamente a realidade. E seu nome verdadeiro nem é Cat, é Katie. Mas ela acredita que seus sonhos se tornarão realidade, que ela será reconhecida pela chefe… Até que tudo começa a dar errado. Após muitas confusões, dúvidas e uma mudança radical em si mesma, Katie percebe que nada é como ela imaginava. Afinal, o que há de errado em ter uma vida (não tão) perfeita?

Opinião:

Esse foi o meu primeiro contato com a escrita da Sophie Kinsella e fiquei muito feliz de ter me apaixonado por essa história, já que sou fã de carteirinha dos chick-lit. Fiquei superenvolvida do início ao fim, me diverti muito com as situações da Katie e da Demeter (sua chefe), gostei do desenvolvimento do romance e dos aprendizados que a obra traz. Também adorei o plot twist do final e esse é, sem dúvida, um livro que recomendo de olhos fechados.

Lembra de mim? – 3⭐

Sinopse:

Lexi desperta em um leito de hospital após um acidente de carro, pensando que está em 2004, que tem 25 anos, uma aparência desleixada e um namoro desastroso. Mas, para sua surpresa, ela descobre que está em 2007, tem 28 anos, é chefe de seu departamento e sua aparência está impecável. E ainda é casada com um lindo milionário! Ela não pode acreditar na sorte que teve. Mas conforme ela descobre mais sobre a nova Lexi, nota problemas graves em sua vida perfeita. E, para completar, uma revelação bombástica pode ser sua única esperança de recuperar a memória.

Opinião:

Lembra quando falei aqui em cima que amei o livro da Sophie Kinsella e o quão aliviada fiquei por isso? Poooois é, as coisas mudaram quando li Lembra de mim?

Infelizmente, esse livro não me conquistou. Achei a história um pouco sem pé nem cabeça e o romance é praticamente inexistente, o que me deixou um pouco desestimulada durante a leitura.

Ainda assim, a escrita da autora é muito fluida e quero ler outros delas. Inclusive, estou aceitando indicações dos livros favoritos da Sophie Kinsella de vocês!

 

Amor imenso – 3⭐

Sinopse:

Desde garoto, Justin amava Amelia, que odiava Justin desde que ele se mudou para a casa vizinha à da sua avó, em Rhode Island. Não, nada disso. Amelia também amava Justin, mas um mal-entendido o fez pensar que a garota mais incrível do mundo não correspondia ao seu amor e, pior, o odiava.

Os anos se seguiram, e os dois tomaram caminhos distintos até que o destino – e um empurrãozinho de Nana, avó de Amelia – os reuniu novamente na casa onde se conheceram quando eram adolescentes.

Obrigados a compartilhar o mesmo espaço, Justin – que aparece na casa de praia de Nana com a namorada – e Amelia vivem como cão e gato. Orgulhosa, a princípio ela não dá o braço a torcer ao amor que sempre sentiu pelo vizinho e reluta o quanto pode contra os encantos de um Justin, agora, mais maduro e… muito mais atraente.

Será que ambos resistirão à paixão e ao desejo que os incita desde a adolescência?

Opinião:

Eu amo um bom new adult, as cenas sexys, cheias de química e tudo mais. Quando tem reencontros do passado e relação cão e gato, então… meu coração até vibra! Por isso, eu estava com altas expectativas para Amor imenso, mas acabei me decepcionando um pouco.

Não consegui me apegar aos personagens e a reviravolta que acontece na vida da Amelia não me convenceu muito pela ausência de maiores explicações.

Esse foi o meu primeiro contato com a Penelope Ward e mesmo não tendo sido conquistada de primeira, com certeza darei uma nova chance para a autora. Indicações de livros dela são muito bem-vindas, viu?

Trilogia Métrica – 5⭐

Sinopse:

Após a morte do pai, a ausência torna-se a maior companheira de Lake.
A responsabilidade pela mãe e pelo irmão caçula a congelam num limbo de luto e dor. Por fora, ela parece corajosa e tenaz; por dentro, está perdendo as esperanças. E se mudar do único lar que conheceu não ajuda em nada.

Agora em uma nova casa, em uma nova cidade, ela precisa achar seu caminho. E um rapaz apaixonado por poesia pode ser o guia perfeito. Quando conhece o novo vizinho, Layken imediatamente sente uma intensa conexão. Algo que finalmente parece desanuviar um pouco sua realidade.

Mas o caminho da verdadeira felicidade não é feito de tijolos dourados, e logo uma revelação atordoante faz o novo relacionamento ser bruscamente interrompido. O dia a dia vai se tornando cada vez mais doloroso à medida que eles se esforçam para encontrar um equilíbrio entre os sentimentos que os aproximam e as forças que os separam.

Layken e Will precisam decidir se o amor é mesmo a maior das recompensas. E se estão dispostos a tudo para vivê-lo. Até mesmo magoar um ao outro. Na poesia dos dois, talvez a estrofe perfeita seja solitária e ímpar. E amor rime com dor.

Opinião:

A trilogia Slammed é composta pelos livros Métrica, Pausa e Essa Garota. Li os três no mês de maio e estou completamente APAIXONADA por essa história. Personagens reais, com suas qualidades e defeitos, uma história emocionante e muita química entre o casal.

Eu realmente amei essa trilogia, como todos os outros livros da Colleen Hoover. Devorei os livros em menos de uma semana e estou morta de saudades de Lake e Will. Amei o desenrolar do romance e compreendi os pensamentos e decisões dos dois.

A única coisa que acho importante falar também é que o Essa Garota, apesar de ser uma leitura gostosinha, é um livro “desnecessário”, pois é a visão do Will referente ao primeiro livro. Ainda assim, foi uma boa leitura, porque, na verdade, eu não estava pronta para me despedir deles em Essa Garota.

Bom, essas foram as minhas leituras de maio. Já leram algum desses livros?

2 thoughts on “Leituras de maio

Deixe uma resposta