Resenha:

Doloroso e real, É Assim Que Acaba é um livro que vai nos incentivar a exercitar nossa empatia. Assim como todos os seus livros, Colleen Hoover busca tratar assuntos polêmicos que fazem parte da realidade do nosso mundo. Em É Assim Que Acaba, vamos nos deparar com a violência doméstica e relações abusivas.

“Todos os humanos cometem erros. O que determina o caráter de uma pessoa não são os erros que cometemos. É como nós pegamos esses erros e transformamos em lições em vez de desculpas.”

Lily Bloom cresceu vendo seu pai agredir e violar sua mãe de inúmeras maneiras, algo que ela nunca aceitou e sempre criticou a falta de coragem da mãe em denunciar o marido. É Assim Que Acaba vai nos mostrar Lily aos 24 anos, logo após o falecimento do próprio pai. Ela está morando em Boston e conhece Ryle, um neurocirurgião charmoso e inteligente. Enquanto Lily prefere relacionamentos, Ryle opta por fugir de qualquer compromisso. Porém, quando suas vidas se cruzam novamente por acaso, ambos acabam se apaixonando e decidem se dar uma chance ao que poderia vir a ser. A relação dos dois é uma mistura de muita química, paixão e carinho, até que outros sentimentos obscuros como a dor e a raiva também começam a fazer parte de suas vidas. Tudo desanda ainda mais depois que Lily reencontra Atlas, o homem que amou no passado, quando está com Ryle, o homem que ama no presente.
“Enquanto o encaro, penso em como é fácil julgar os outros quando estamos de fora. Eu, inclusive, passei anos julgando minha mãe.”
Através de diários escritos pela Lily adolescente, conheceremos também mais a fundo sua história. Aos 15 anos, ela conheceu Atlas, um garoto que foi expulso de casa e não tem onde morar. Atlas encontra uma casa vazia nos fundos da casa de Lily e decide ficar lá até terminar o ensino médio e poder se alistar na marinha, onde teria algum futuro, visto que, por causa de um padastro violento, ele se tornou um garoto sem teto. Os dois começam uma amizade, se tornando o porto seguro um do outro, e Lily ajuda Atlas como pode. Com o tempo, sentimentos mais fortes entre os dois começam a surgir e eles se envolvem, o que gera um problema ainda maior na família dela, pelo garoto ser considerado um mendigo que seduziu a filha do prefeito da cidade.
No entanto, esse livro não é sobre amor. Bom, também é, mas eu diria que é mais sobre amor próprio e respeitar os seus limites. Lily acaba se encontrando em uma situação muito semelhante ao que sua mãe viveu e agora precisa fazer suas escolhas, ainda que pareçam tão difíceis.
“Verdades nuas nem sempre são bonitas.”
É Assim Que Acaba foi uma leitura que fez minha alma doer, porque eu senti tudo, absolutamente tudo, o que os personagens viveram e sentiram. Em especial, a angústia de se encontrar em uma situação tão delicada quanto Lily. Por fim, esse livro é sobre fins e recomeços, e sobre como o amor pode nos erguer ou despedaçar em poucos segundos.

One thought on “Resenha É Assim Que Acaba

  1. madelon says:

    Esse livro foi o primeiro da autora e me apaixonei por Collen.. Já li alguns e todos nos fazem refletir intimamente. Assuntos com opinioes bem formadas, linguagem de leitura facil.. Obrigada pela sua resenha

Deixe uma resposta